quinta-feira

Fado de fada

Pedro Rocha

É safada, essa fada…

Se ela voa, onde andaria ou se não anda onde ela pensa
Eu apenas acho
Que ela pensa e voa em mim ou se apenas anda eu acho fácil

É safada, essa fada…

Se não fosse essa fada quem é que se safaria
Só uma ponte sobre a Bahia
Que separa com esse papo que já sabia que não dava no pé
E acaba ficando por aí nesse papo barroquino
Beijinho encara aí com esse cara aí
Que te diz que sabe tudo de 100 anos de cinema
Esse cara é cabeludo mas não te leva a nada!

Eu sim
Te cato por esse lado, foco na cama e te afogo fada
Na minha coleção de fotogramas!

http://isadoesntringabel.wordpress.com/2009/05/21/fado-de-fada/

Um comentário:

Jorge Ramiro disse...

Eu também gosto de escrever poesia. Recito minha poesia todos os sábados em ums restaurantes em jardins.